terça-feira, 3 de outubro de 2017

Vitamina D: A Esperança No Tratamento Da Depressão


Uma doença que afeta 121 milhões de pessoas no mundo

A Depressão.

Essa é uma doença psiquiátrica, crônica e recorrente, que produz uma alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como a distúrbios do sono e do apetite.

Os antidepressivos comumente receitados são eficazes no tratamento da depressão aguda moderada e grave, quer melhorando os sintomas (resposta), quer eliminando-os (remissão completa).

Entretanto, um terço dos pacientes com episódio depressivo com remissão inicial recaem no primeiro ano, além de que esses tratamentos podem apresentar inúmeros efeitos colaterais.

Mas ainda temos esperança: ESTUDOS TÊM DEMONSTRADO QUE É POSSÍVEL PREVENIR OU TRATAR A DEPRESSÃO, SEM EFEITOS COLATERAIS, COM O USO DE VITAMINA D.
Em estudos clínicos, os níveis séricos reduzidos de 25-hidroxivitamina D [25 (OH) D], que é a forma de armazenamento de vitamina D no corpo, têm sido associados com a função cognitiva reduzida, ansiedade e depressão.


segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Japamala


como usar uma Japa Mala? 

O que devemos saber logo de raiz é que depois de a Japa Mala tocar na nossa pele, ela fica com ligação a nossa alma, é nossa e não deve ser emprestada a ninguém, é um objeto tão pessoal, pois vai carregar a nossa energia durante muito, mas muito tempo. Caso deseje limpar a energia que a Japa carrega lave-a com água do mar.



Quando é utilizado a Japa Mala, em oração ou entoação de mantras, nunca devemos tocar nas contas com o dedo indicador (façam como está na imagem), sendo que o dedo polegar deve contar o mantra em cada conta e ser o único dedo a mexer nas mesmas. Começa-se sempre pelo Meru ou Coroa, a zona que tem os fios de tecido a cor vermelha, laranja ou outra cor, e deve dar a volta completa, no fim da volta se desejar continuar a fazer os mantras, deve fazer o mesmo trajeto mas ao contrário, ou seja, começar na conta que acabou, no final acaba na cabeça da Coroa, na conta que fica de fora.
A recitação de mantras deve ser feita numa posição confortável, de olhos fechados e em voz alta, mas pode também fazer em silêncio ou fazer até no dia a dia, sem qualquer problema, pois manifesta a energia do plano divino na nossa Alma, imediatamente.

Deve-se no minimo fazer 108 repetições do mantra, mesma que tenha uma Japa Mala de pulso, que são apenas 27 contas, deve repetir até chegar ás 108 repetições. Deve sempre guardar a Japa Mala num local seguro, limpo e sagrado, próprio para ela, pois a Japa Mala deve ser mais que tudo um objeto de grande valor, sagrado, e não um simples artefacto que passado uns tempos é deitado para o lado, é algo único e especial, por isso deve estar num altar ou num local que possa estar em contacto com a energia divina.



A Japa Mala deve ser dada por um professor ou quando comprada, deve ser escolhida pela intuição, pelo o que o nosso coração nos diz, tal como o mantra que se adapta mais a nossa missão, lembre-se que é um trabalho conjunto entre a Japa Mala e a pessoa que a usa.